Porque procrastinar economias faz você perder dinheiro?

Educação financeira não é algo que faça parte da vida do brasileiro e, por este motivo, somos habituados a desconhecer quanto ganhamos e onde gastamos nossas economias.

Você é do tipo que vive na corda bamba quando o assunto é dinheiro, contando os últimos centavos para chegar ao final do mês e adiando planos de colocar alguma economia na poupança? No Brasil, seu comportamento é bastante comum: segundo pesquisa do Ibope, 51% da população do país não consegue guardar dinheiro mensalmente.

Em momentos de instabilidade econômica, porém, é preciso rever os hábitos em relação ao dinheiro e ter uma relação mais saudável com as finanças. 

Não dá para procrastinar o início das economias em um cenário no qual o desemprego e a inflação marcam cada vez mais presença.

Por isso, neste artigo, vamos falar sobre porque é importante que você comece a guardar dinheiro agora mesmo!

Como você está perdendo dinheiro por não economizar? Não conhecendo seu orçamento!

Prova disso é que, segundo levantamento do SPC (Serviço de Proteção de Crédito), o motivo para endividamento de 23% das pessoas é descontrole financeiro. Não conhecer o próprio orçamento e não fazer controle dele leva, na maioria das vezes, ao endividamento e, consequentemente, ao pagamento de juros.

Endividando-se no cartão de crédito e cheque especial

Eventualmente, todos nós precisamos tomar dívidas, principalmente quando queremos realizar um sonho como a compra de um imóvel ou carro, fazer uma viagem ou ter uma formação. Entretanto, a maioria dos brasileiros assume suas dívidas no cartão de crédito ou no cheque especial, modalidades que possuem juros altíssimos. Apenas como comparativo, os juros do cartão ficam em torno de 440% ao ano, enquanto opções como o crédito com garantia imobiliária têm juros anuais de aproximadamente 25%.

Então se você possui dívidas no cartão de crédito, evite que o valor cresça com essas taxas, e tornem-se uma bola de neve impossível de ser paga. E uma opção mais inteligente é tomar um empréstimo com condições melhores para quitar este compromisso.

Gastos com supérfluos

Ainda segundo a pesquisa do SPC, no último trimestre de 2015, as principais fontes de dívidas dos brasileiros foram gastos com roupas e calçados (18%), o mesmo que com compras no supermercado.

Evite tomar dívidas com gastos supérfluos, como vestuário, pois, além de aumentar o valor da compra com os juros, você deixa de reservar dinheiro para investir em coisas mais importantes, como um imóvel.

Vantagens de começar as economias agora

Caso você não esteja convencido a guardar parte de seu salário, pois deseja manter um padrão de vida mais elevado e não quer abrir mão de comodidades, damos aqui bons motivos para repensar suas finanças.

Reserva para emergência

Você já tem uma reserva financeira para emergências, como se ficar desempregado ou doente? O SPC aponta que 29% dos entrevistados em sua pesquisa indicaram o desemprego como motivo para as dívidas.

Mas o que aconteceria se eles tivessem guardado enquanto ainda estavam trabalhando? Provavelmente teriam mais tranquilidade até encontrar o próximo emprego!

Independência financeira na aposentadoria

Mais da metade dos brasileiros se aposentam sem ter independência financeira, precisando continuar trabalhando ou dependendo da ajuda de familiares.

Quer evitar que isso aconteça? Então comece a guardar dinheiro para a aposentadoria agora mesmo! Especialistas explicam que investindo R$ 200,00 por mês a partir dos 21 anos, aposentando-se aos 55 você terá uma renda mensal de R$ 1,6 mil para o resto de sua vida.

Ganhos com rentabilidade

Guardando um pouquinho todo mês, você também multiplica seu dinheiro: basta que aplique suas economias em diferentes opções de investimento. Assim, você não perde o valor de suas economias para a inflação e ainda garante que tenha uma renda a mais no futuro.

Quer deixar de perder dinheiro? Que tal começar aprendendo a fazer um excelente planejamento? Por isso não deixe de seguir a Bari Promotora nas redes sociais e acompanhe nossas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *