Sopa de letrinhas: glossário dos principais produtos de investimentos

Quando começa a olhar para as opções de investimentos que existem no mercado, tudo acaba parecendo uma sopa de letrinhas para você, com tantas siglas e nomenclaturas diferentes?

Desconhecer as opções de investimentos e seus detalhes é um dos principais motivos para a maioria dos brasileiros (75%) investirem apenas na poupança, segundo o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), além de concentrarem os investimentos nos grandes bancos.

Optar por esta forma de investimento, entretanto, pode estar fazendo você perder dinheiro, já que ela é uma das menos atrativas em relação a rendimentos, atualmente.

Então que tal começar a entender outras modalidades em que pode aplicar seu dinheiro para ter maiores ganhos?

Glossário financeiro: conheça os principais termos

Para começar sua jornada de conhecimento sobre as principais opções de investimentos disponíveis no mercado, criamos uma lista com os principais termos que precisa conhecer – assim elas não parecerão mais uma sopa de letrinhas!

CDB – Certificado de Depósito Bancário

O CDB é uma opção de investimento em renda fixa, ou seja, títulos de depósito com prazo fixo emitidos por bancos e com taxa pré-fixada, pós-fixada ou flutuante. Esta é uma modalidade bastante popular e segura de investimento, pois é protegida pelo FGC. Mas o que é o FGC?

O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores. Ele permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, até R$ 250 mil, em caso de intervenção, de liquidação ou de falência.

CRA – Certificado de Receptíveis do Agronegócio

Os CRA são títulos de crédito nominativos de livre negociação, que têm origem em promessas de pagamento em espécie e são emitidos tendo como base lastro recebíveis entre produtores rurais, cooperativas agrárias e outros, incluindo financiamentos e empréstimos relacionados à produção, beneficiamento, industrialização e comercialização de bens e insumos agrícolas.

CRI – Certificado de Receptíveis Imobiliários

Os CRI são títulos de renda fixa com longo prazo, tendo como lastro recebíveis imobiliários – como financiamentos imobiliários concedidos por instituições financeiras e contratos de compra e de locação.

Debêntures

As debêntures são títulos de crédito de longo prazo emitidos por empresas que possuem capital aberto. As debêntures rendem juros e correção monetária, sendo que a maioria dos títulos são de renda fixa, mas existem casos em que podem ser considerados de renda variável, se a empresa oferecer remuneração com base nos seus lucros. Há debêntures incentivas, isenta de IR, e as com cobrança de Imposto de Renda.

LCA – Letra de Crédito do Agronegócio

A LCA são títulos de renda fixa emitidos pelos bancos, que utilizam como garantia empréstimos concedidos ao setor do agronegócio. Seus rendimentos podem ser estabelecidos por taxas pré ou pós-fixadas. E uma de suas principais vantagens é ser isento de imposto de renda e são protegidas pelo FGC.

LCI – Letra de Crédito Imobiliário

Assim como o LCA, o LCI é um título de crédito de renda fixa emitido por uma instituição financeira. Neste caso, o lastro são empréstimos imobiliários e os rendimentos também podem ser com base em taxas pré ou pós-fixadas. Além de possuírem isenção de imposto de renda com a proteção do FGC.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um sistema de negociação de títulos do Governo, operado por instituições financeiras e que permite a venda direta ao consumidor. Ele permite o investimento a partir de R$30,00 com a segurança do Governo Federal. Além disso com o Tesouro Direto, é possível adquirir LFTs (Indexados à taxa Selic), LTNs (Prefixados) e NTNs (Indexados ao IPCA).

  • LFT – Letras Financeiras do Tesouro: títulos indexados pela Taxa Selic, possuem bom rendimento em momentos de alta na taxa básica de juros.
  • LTN – Letra do Tesouro Nacional: títulos com rentabilidade prefixadas, nos quais é possível saber exatamente quanto irá receber até a data do vencimento.
  • NTN – Nota do Tesouro Nacional: Existem três tipos de NTNs, indexadas pela inflação, pela correção cambial e pela taxa referencial (TR).

Mas o que fazer com tantas opções?

Agora que você conhece as principais opções de investimentos disponíveis no mercado financeiro, deve estar se perguntando o que fazer com essas informações. Nós respondemos: é preciso analisar o valor que pretende aplicar, o prazo em que pretende resgatar os rendimentos e o seu perfil como investidor.

Para isso, não existe outro caminho além do planejamento financeiro e da constante busca por informações. Ou seja, conversar com especialistas, consultar instituições financeiras, ler conteúdos especializados ou até mesmo participar de fóruns sobre o assunto podem te ajudar a escolher a melhor forma de investimentos.

Informe-se e tenha mais ganhos com seus investimentos!

Você desconhece o significado de algum outro termo financeiro? Deixe aqui nos comentários sua dúvida para que possamos ajudá-lo! E não esqueça de seguir a Bari Promotora nas redes sociais pois a resposta para sua dúvida pode estar lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *