Se você já fez algum movimento para organizar sua vida financeira, parabéns! Apenas intenção, entretanto, não significa que, de fato, esteja conseguindo terminar os meses sem dívidas e ainda investindo parte de seu salário. Para sua organização financeiradar certo, é preciso comprometimento e olhar estratégico sobre suas finanças pessoais.

Neste artigo, vamos dar algumas dicas para a gestão de seu dinheiro ser mais efetiva!

5 dicas para fazer sua organização financeira dar resultados

Conhecimento sobre finanças, disciplina e dedicação: estes são critérios fundamentais para você organizar vida financeira, conseguir observar resultados e chegar mais perto dos seus sonhos. Veja alguns comportamentos que precisa ter para que isso aconteça:

1. Cumpra as metas no início do mês

Para ter uma boa gestão financeira, é essencial definir metas realizáveis de acordo com o quanto ganha. Elas ajudarão você a se manter motivado a economizar e a evitar os gastos supérfluos. Não deixe, porém, para cumprir a meta no final no mês: assim existem grandes chances de não sobrar salário para investir. Reserve o valor planejado assim que receber e, no resto do período, adapte seu estilo de vida para não entrar no vermelho.

2. Registre TUDO o que gasta

Um dos maiores erros que as pessoas cometem ao organizar suas finanças é registrar apenas os maiores gastos que têm ao longo do mês. Deixar de fora valores pequenos, como o cafezinho na padaria, o sorvete depois do almoço ou o estacionamento do shopping, podem dar a você uma visão distorcida sobre seus custos e sobre onde pode reduzi-los.

Se for muito difícil registrar imediatamente o que gastou, busque alternativas para ajudá-lo, como guardar os tickets de cada compra para preencher sua ferramenta de gestão depois ou utilizar aplicativos que atualizem automaticamente seus gastos em categorias.

3. Não coloque a culpa nos meios de pagamento

Muitos também costumam colocar a culpa da má gestão financeira no uso do cartão de crédito. Nessas horas, vale relembrar que este é um meio de pagamento, não um gasto. Compras feitas com cartão de crédito ou cheque pré-datado precisam estar dentro do planejamento do mês correspondente, com os valores atribuídos à categoria a qual pertencem. Ou seja, se comprou R$ 200,00 em roupas e parcelou em quatro vezes, pelos próximos quatro meses você deve acrescentar R$ 50,00 gastos em vestuário no seu controle.

4. Pense de acordo com o que ganha hoje

Por mais que tenha certeza de crescimento na carreira, de acréscimo salarial devido a dissídio ou de quaisquer ganhos extras, seu planejamento financeiro deve ser feito de acordo com o presente. Nada impede que ele seja ajustado no futuro, mas agora você deve gastar e poupar conforme o que ganha. Leve isso em consideração ao parcelar compras, tomar empréstimos ou assumir financiamentos.

5. Escolha as melhores opções de investimento

Todo o valor economizado deve, sem dúvidas, ser aplicado em alguma forma de investimento. Não adianta, porém, você ficar apostando naqueles que possuem menor rendimento, principalmente se for abaixo da inflação. Assim, realmente, não será possível observar resultados de sua organização financeira. Conheça bem as opções disponíveis para seu perfil como investidor e não deixe de acompanhar o desempenho ao longo do tempo. Caso sua escolha deixe de ser atrativa, não hesite em trocar por uma mais rentável.

Educação financeira para alcançar objetivos

Agora que conheceu nossas dicas para organizar sua vida financeira de forma efetiva, você deve ter percebido que não terá bons resultados caso não se dedique e não busque conhecimento sobre finanças pessoais. Invista seu tempo em educação financeira e comece a ter uma postura mais proativa em relação às suas finanças. Desta forma, os resultados virão mais rápido e a realização de seus objetivos também!

Quer continuar lendo dicas sobre como ter uma melhor relação com suas finanças? Continue lendo o blog da Novi Soluções Financeiras